Barra de vídeo

Loading...

sábado, 8 de outubro de 2011

Somos frutos do passado?


"...quase todo neurótico gosta demais de ficar preso a seus sofrimentos passados, remoendo suas recordações cheio de autocompaixão. Muitas vezes sua neurose consiste no fato de estar preso ao seu passado e querer justificar tudo pelo que ocorreu no seu passado." 

Será que tudo que ocorre no presente derivou do passado? Se assim fosse, o presente não seria apenas repetição do passado?
Vamos imaginar que uma pessoa tenha sentimento de inferioridade porque repetidas vezes foi humilhada na infância. Foi a experiência do passado que formou o sentimento de inferioridade ou a atitude da pessoa ficar remoendo o passado, a ocorrência vexatória, como diz Jung, que propiciou?
Nossa vida presente é irrealizada porque as marcas do passado obstam nossos desejos ou porque não fazemos o que tem que ser feito?
O passado é um cárcere ou minha vontade é inexpressiva? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário