Barra de vídeo

Loading...

sábado, 13 de março de 2010

Visão sistêmica



Dentro da visão sistêmica tudo está interligado e interdependente, as coisas não acontecem isoladamente como se fossem frações estanques. Nossa estadia no mundo não é algo isolado, neutro, acidental, é planejado, relacional e interdependente, influenciando e sendo influenciado. Somos seres multidimensionais e multiexistenciais, porque vivemos em várias dimensões, como a extrafísica e a física e temos várias existências respectivamente.
Como serão as irradiações da raiva, do ódio, do medo, da tristeza, da irritação, do desgosto...? E as irradiações do amor, da alegria, da felicidade, da admiração, da empolgação, da satisfação, etc.? Agora pegue essas emoções e some aos pensamentos confusos, dúbios, monoideístas, estreitos ou lúcidos, ordenados, lógicos, polivalentes, etc. Indo mais longe, coloque aí a variável: ficha cármica do indivíduo, como está o seu saldo evolutivo? Carregado de culpa ou de propósitos elevados? Quais são os reflexos do inconsciente no consciente? O que predomina na vida da pessoa as tendências doentias ou as habilidades sadias? E quanto aos condicionamentos familiares e culturais, nossa vontade está subordinada a tais influências? Somos prisioneiros da ideologia dominante? E quanto aos reflexos mútuos da sociedade extrafísica e da intrafísica? A soma de tudo isso e outras tantas condições, que nem imaginamos, compõem nossas vidas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário