Barra de vídeo

Loading...

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Exilados da Terra


No livro Amanhecer de uma Nova Era, página 207, Manoel P. de Miranda fala da transmigração para outro planeta das pessoas que não acompanham o progresso moral da Terra. O degredo não segue critérios subjetivos de quem coordena o processo, mas as próprias condições dos futuros exilados como disserta o benfeitor:
“...os espíritos ainda fixados nas paixões degradantes, em razão do seu primitivismo, sintonizarão com outras ondas vibratórias próprias a mundos inferiores, para eles transferindo-se por sintonia, onde se tornarão trabalhadores positivos pelos recursos que já possuem em relação a essas regiões mais atrasadas nas quais aprenderão as lições da humildade e do bem proceder. Tudo se encadeia nas leis divinas, nunca faltando recursos superiores para o desenvolvimento moral do espírito.”
Como se vê o que somos realmente é inocultável. As artimanhas da dissimulação, do sofisma aí são inúteis. Os novos tempos pedem renovação, ética, afetividade, sociabilidade, autenticidade para que não tenhamos acanhamento de nós mesmos pelos atos vergonhosos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário